quinta-feira, 8 de abril de 2010

146 ANOS DE EVANGELHO

146 anos de luz!

“Nascer, morrer, renascer e progredir sempre. Essa é a Lei”.

146 anos de ensinamentos. E de lutas.
No dia 18 de abril de l857, sem muito barulho e holofotes, Allan Kardec fez o mundo tremer, pelas armas das palavras e da boa intenção, com a publicação de O LIVRO DOS ESPÍRITOS.
Era o começo de uma revolução e de uma evolução irreversíveis na história do Conhecimento e da Fé. Outros grandes livros viriam. Algo tão extraordinário que, cento e quarenta e seis anos depois, a onda de sua força e ensinamentos e de seu legado à humanidade, cresce e se agiganta em todos os quadrantes da Terra, induzindo meditação, regeneração moral, solidariedade e compromisso com a Verdade e a Vida, pelos caminhos do próprio esforço.



146 anos de esclarecimentos. E quantos esclarecimentos!
De Fé estruturada na Razão, de liberdade para conhecer o Deus amigo e o Deus amor.
Culminando com o dar um basta nos dogmas e subterfúgios, arraigados nos princípios religiosos de então.
Tudo de maneira simples, pés no chão, compatível com o que Cristo deixou para o esclarecimento e discernimento de todos os homens.

UM SÉCULO E MEIO de ampla iluminação para milhões de pessoas; excelso bálsamo para muitos aflitos e doentes da alma:
tudo isto reunido num livro que, tal como o carvalho, não tomba fácil e nem se deixa manchar por machadadas dos inconformados e privilegiados, ávidos de abafar a libertação da alma e, via de consequência, do Homem.



LUZ DA RAZÃO QUE TRAZ O ESCLARECIMENTO DE QUE NECESSITAMOS PARA TERMOS O CAMINHO DO BEM AMPLIADO PARA ATINGIRMOS À FELICIDADE A QUE TEMOS DIREITO.

E, pasmem, quando este livro chegou ao conhecimento do povo, não foram poucos os exemplares desta obra universal que foram queimados em praça pública, na cidade de Barcelona, pela incompreensão e preconceitos do poder religioso vigente PARA EVITAR QUE ESTE CONHECIMENTO VIESSE A PÚBLICO ATINGINDO UM MAIOR NÚMERO DE PESSOAS, MAS SÓ SERVIU PARA AUMENTAR A CURIOSIDADE DAS PESSOAS QUE FORAM ATRÁS DOS ORIGINAIS EM FRANCÊS, PARA SABER QUAL A RAZÃO DE TEREM SIDO QUEIMADOS, SERVINDO ASSIM PARA APRESSAR A DIFUSÃO DO LIVRO!!!

 Este mesmo poder que, à semelhança de Moisés, humilde, buscando as Tábuas da Lei, deveria contemplar este livro ( e os outros) como a Tábua Consoladora, enviada pela Superior Espiritualidade objetivando a redenção espiritual e encaminhamento moral de toda a sociedade humana.



146 anos de consciência.
Dante Allighieri fustigou/sacudiu com o que disse os poderosos de sua época com a Divina Comédia, buscando aniquilar o egoísmo, a avareza e a barbárie, reinantes em seu tempo e que tanto mal causaram aos povos e nações.
Allan Kardec, tantos anos depois e predestinado, também, para elevados propósitos, escreve e publica O LIVRO DOS ESPÍRITOS, começando a grande obra de fundamentação da doutrina espírita, que viria para ficar e esclarecer a grande questão dos homens em saber quem são, de onde vieram e para onde vão.



146 anos de consolação.
Camille Flammarion, junto ao túmulo de Kardec, foi muito feliz e oportuno quando, em discurso para homenagem ao morto ( e sua obra), disse:
“Vede este sol de abril, que brilha nos céus e que nos inunda com os seus raios vivificadores. Acordam as campinas, desabrocham os primeiros rebentos das árvores, floresce a primavera, sorri o azul celeste e a ressurreição opera-se por toda a parte...
Ninguém é feliz na Terra, onde muitas afeições são despedaçadas, onde muitas almas têm sido envenenadas pelo ceticismo. Não é de grande valia ter trazido ao espiritualismo tantos seres, que flutuavam num mar de dúvidas e eram indiferentes à vida física e intelectual?”.


146 anos de cultura espírita, abrindo para a humanidade uma abordagem mais racional e científica no trato com o Evangelho do Cristo, dentro dos preceitos da Fé, Esperança e Caridade.


ALLAN KARDEC E SUA DOCE AMÉLIE GABRIELLE BOUDET


A obra espírita não pode parar. Milhões e milhões de livros, revistas e artigos estão espalhados pelo mundo, levando consolação e entendimento para os sofredores e sedentos da companhia do Divino Mestre. Indispensável e salutar lenitivo para todos.

Muito obrigado, espírito imortal e benfeitor de Allan Kardec:
- Seus livros libertaram e trouxeram abundante Luz!


ELABORADO POR:
Renzo Sansoni
EDITORAÇÃO:
Isaíra e Regina Rianelli
 FONTE: http://www.mundoespirita.com.br/index.php?act=conteudo&conteudo=882




BOX DE SERVIÇO:
PROF. RIVAIL, SOB O PSEUDÔNIMO DE ALLAN KARDEC, FALAVA FLUENTEMENTE ALEMÃO, ESPANHOL, INGLÊS, ITALIANO, ALÉM DE O HOLANDÊS E FRANCÊS, SUA LINGUA-MÃE.



AS OBRAS DA CODIFICAÇÃO ORGANIZADAS POR KARDEC SÃO:
1857 - LIVRO DOS ESPÍRITOS
1861 - LIVRO DOS MÉDIUNS
1864 - EVANGELHO
1865 - O CÉU E O INFERNO
1868 - A GÊNESE

2 comentários:

  1. Homenagem mais do que justa!
    Sursum Corda!

    ResponderExcluir
  2. Caríssimo Prof. Marconi,

    Agradecemos a gentileza de sua msg!

    Paz,
    Rianelli.

    ResponderExcluir

Agradecemos seu tempo e atenção dispensada,

Profa. Rianelli.