segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

Mark Golin's Thought of the Day

“Our thoughts, modern medical research has revealed, affect our bodies
in much the same way as hormones.They can boost or diminish our immune
systems, cause or cure disease , and change the delicate chemistry of the
body in many complex ways.”
--- Mark Golin ---

sábado, 13 de dezembro de 2008

history of homoeopathy in India

ola!

here are articles regarding history of homoeopathy in india
and formation of various bodies.
also ,
i am unable to get my hands on any stats
but i will try my best of my limited abilities
take care
obrigado for the oppurtunity to help


here is an offical article from central council of homoeopathy
in india
http://cchindia.com/homoeopathy.htm


here is an indetail article of homoeopathy in india

http://www.hpathy.com/Status/jagose-history-homeopathy-India.asp

BY:
Nikhil Kambli
nikhilkambli@yahoo.com
mumbai, maharashtra
India

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

Vídeo com JINGLE: Projeto sazonal - NATAL NA SUPERVIA e Convite para DOAÇÃO de BRINQUEDOS http://www.youtube.com/watch?v=txPO8veM4-I

Jingle "É Natal!" extraído do Projeto elaborado para SUPERVIA

Contexto: a doação de um brinquedo novo no período que antecede o NATAL, onde o cliente faz uma ação social visando presentear crianças em abrigos e orfanatos e, com isso, recebe um Passe Ida-e-Volta na SuperVia

Roteiro: Fernando Nunes

Produção: Sheila Paes, Maria Andreza e Priscilla Pimentel

Participação Especial: Fernanda Baffa, Fernando Nunes e Priscilla Lopes

Orientação: Prof. Rianelli.

http://www.youtube.com/watch?v=txPO8veM4-I

domingo, 30 de novembro de 2008

Revisao de Materia Medica - MEDORRHINUM

A personalidade Medorrhinum relaciona-se à história original que se passa com o Perfil deste Medicamento Homeopatico.

Na história Medorrhinum, ele se refere provavelmente algum tipo de Príncipe esperando o Rei morrer... Ele deve assumir a posição do Rei após sua morte, e ele não tem certeza de como ele realmente se sente sobre isso:
-por um lado, ele adora estar no comando, mas por outro lado, ele odeia ter que ser previsível, responsável e fazer o que se espera de um Rei ou Monarca.

Ele não é nem mesmo certeza se ele pode gerenciar a tarefa, mas ele não vai contar a ninguém porque não quero mais ninguém para assumir a posição de vez. (Escondendo seus sentimentos é típico para o miasma Sicóticos).

Medorrhinum não se sente bem à espera de o Rei morrer. Ele sofre de ansiedade de antecipação, e ele torna-se tão agitado que ele está andando pelo quarto. A espera parece durar para sempre; parece que o tempo está parado e Medorrhinum não aguenta!

É o 'Não saber' que incomoda mais, bem como a preocupação sobre como assumir a posição do rei que vai cortar a sua independência.

Medorrhinum ama a sua independência mais do que qualquer coisa!

Ele é como um adolescente que só quer se divertir e que não quer qualquer responsabilidade grave colocadas sobre seus ombros, mesmo que ele é perfeitamente capaz de estar no comando, se ele tem que...

Ele sabe que em algum momento ele terá que ser mais responsável, mas ele simplesmente não se sente pronto, e é por isso que ele está se sentindo tão conturbado e confuso sobre a questão.

Ele adora viajar e explorar, é por isso que podemos chamar Medorrhinum "o explorador eterno", pois ele nunca parece se cansar de fazê-lo.

E, viajando e explorando também é uma grande fuga de direitos e responsabilidades mundanas.

O que subjaz a angústia Medorrhinum é uma falta de confiança em suas próprias capacidades. Portanto, Medorrhinum muitas vezes prefere-se os outros têm a seu cargo, pelo menos enquanto eles estão fazendo um ótimo trabalho. Se eles não estão fazendo um ótimo trabalho, Medorrhinum pode, de repente, colocar-se no comando, de vez e começar a controlar toda a situação com exito!



Estados crônicos em relação com uma blenorragia antiga adquirida ou
hereditária, manifestando-se por perturbações nervosas psíquicas ou sensoriais, ou alterações profundas, orgânicas, medulares, genitais ou cutâneas.

AGRAVAÇÃO: durante o dia e principalmente de manhã; pelo calor; na
montanha; ao pensar na doença.

MELHORA: à noite; à beira-mar; estando deitado sobre o ventre; no
tempo úmido.


LATERALIDADE: Esquerda.



Nervosismo excessivo com esgotamento profundo, < de manhã ao
despertar. Prostração, verdadeiro estado de colapso, desejo de ser abanado continuamente (Carbo v.) com pele fria e, entretanto, desejo de se cobrir (Camph. Séc.).



O TEMPO PASSA MUITO LENTAMENTE em sua opinião.

Procura fazer as coisas o mais depressa possível. SEMPRE AGITADO, PRECIPITADO E OCUPADO*, de tal modo apressado que perde a respiração.

Muito nervoso, estremece ao menor ruído; não pode falar sem chorar.
Bruscamente irritado, excitado por ninharias. Teimoso e triste durante o dia, menos moroso à tarde, e alegre à noite ( o contrário: Syph.).


Fraqueza de memória, não pode lembrar de nomes próprios, esquece às vezes o seu, não encontra mais as palavras usuais e principalmente as letras iniciais das palavras. Perde constantemente o fio da
conversa, esquece as letras ao escrever (Lyc.).



Alucinações; pensa que alguém se acha atrás de si, e lhe cutuca as
costas; à noita, crê ver vultos que o encaram (Phosp.), crê tornar-se louco (Actea rac.). Parece viver um pesadelo, e que sua própria
existência é irreal (Alum.), tem pressentimentos.
Todas suas impressões e seus sofrimentos são < QUANDO PENSA NELES (Hel.).
Nevralgias agudas, erráticas, aparecendo e desaparecendo bruscamente




Medorrhinum


Pele fria e úmida, amarelada. Manchas amarelas nas mãos (Com.).
Pruridos < ao pensar neles.
Eczema exalante e com crostas (Grap.).
Verrugas pequenas, pendunculadas e pontudas.



CLÍNICA: Convém especialmente aos estados “sicóticos” (1) e aos
estados cancerígenos (2).
Asma. Hipertrofia da próstata. Impotência. Insuficiência hepática.
Enxaquecas. Reumatismos. Esterilidade. Urticária.

RELAÇÕES: Argentum nit. Alumina. Cannabis ind. ( o tempo passa muito
lentamente). Calcarea phos. Helonias, Ácido oxálico (< ao pensar nele). Bromium (asma > à beira-mar). Cactus (dores constritivas).

Complementares: Psorinum, Thuya.

DOSES: 7ª.CH, 9ª. CH.

(1) A sicose corresponde ao conjunto de perturbações gerais ou locais
que são a manifestação de uma blenorragia antiga, adquirida ou hereditária.
(2) Toda blenorragia torna o doente predisposto ao câncer.

REFERÊNCIAS:
BOERICHE, William. Manual de Materia Medica Homeopatica. São Paulo: Produção Editorial, 1997.
BRUNINI, Carlos e SAMPAIO, Carlos. Materia Medica Homeopatica Homeopatica - IBEHE - volume II. São Paulo: Instituto Brasileiro de Estudos Homeopaticos e Mythos Engenharia de Mercado Ltda. - 2a. edição revisada e ampliada, 1992.
LYRIO, Carlos. Apostila de Capacitação em Homeopatia, Petropolis: Instituto Roberto Costa, 2008.
FULLER, Matti H.. disponivel em: http://www.homeorizon.com/homeopathic-articles/materia-medica/medorrhinum-personality

segunda-feira, 24 de novembro de 2008

ESTUDO DE CASO: ANAMNESE HOMEOPÁTICA NO ADULTO

INSTITUTO ROBERTO COSTA

- ESTUDO DE CASO:: ANAMNESE NO ADULTO::

V.L.B., 27 anos, solteira, branca, assistente social, natural do RJ.
QP: varizes nos membros inferiores, nervosismo.
HPP: viroses comuns da infância, amigdalectomia, aborto provocado.
HFa: nada digno de interesse.l
12.04.99: Ando muito nervosa, irritada, indiferença muito grande e que já está me prejudicando. Não sinto nada por namorados, parentes, tinha aversão a meus pais. Quando me conscientizei disso saí de casa, há 8 anos. Fiz um aborto há 2 anos, a sensação que tive foi de alegria e alívio. Sou solteira e não pretendo casar nunca. Já desmanchei três noivados porque não suportava os namorados. Não tolero meus pais, a diferença de idade entre nós é de 45 anos. Não há diálogo. Também ando muito desatenta, me desligando com facilidade. Apesar de estar me dando bem no trabalho, tenho horror a ter que manter contato com as pessoas o dia inteiro. Eu prefiro ficar só, não suporto ter companhia me chateando. A memória também está fraca, para nomes, datas e isso também prejudica meu trabalho. Sou muito irritadiça, nervosa, guardo ódio das pessoas que já me prejudicaram. Tenho muito medo da morte e das pessoas, acho que elas podem me prejudicar, isso é mais um motivo para preferir ficar só. Praticamente não tenho amigos, também não procuro ter. Busquei o Budismo como alternativa, o Deus de vocês para mim não significa nada. Já a Filosofia Chinesa, o rito me fascina. No momento estou afastada. Gostaria de conhecer a China. Não sou uma pessoa sensível, sou fria. No entanto sinto muito os ruídos, qualquer barulho ou ruído me irrita. Gosto de ambientes silenciosos. Sou reservada, não gosto de falar de mim, não me abro com as pessoas, não
gosto de ter gente se dizendo meu amigo.
Apetite: normal. Sede: normal. Sono: vou para a cama sonolenta, mas não adormeço logo, porque fico pensando na vida. Choro no sono desde a infância. Sonhos: sempre com parentes mortos, já sonhei quatro vezes que estava morta. Menstruação: menarca aos 14 anos, regular, dura 3 dias. Fico muito alegre antes da menstruação, achando tudo mais bonito. Horário: fico sempre nervosa à noite.

Exercício de Fixação de Conceitos Básicos na indicação medicamentosa de LACHESIS
1. Que características você considera importantes para descrever esta pessoa, em todos os seus aspectos?
• Varizes >>>Lachesis
• Nervosismo, irritação >>> Lachesis = hipersensibilidade excessiva, fica acordada à noite, irritabilidade;
• Chora dormindo >>> Lachesis = delira à noite; dorme durante o agravamento, perturbações que aparecem durante o sono (Calcarea carbônica - BOERICKE);
• Desatenção >>> Lachesis
• Aborto = alívio >>> Mercurius solubilis (BOERICKE) cansada da vida, piora à noite;
• Misantropia = horror a manter contato com pessoas; sem amigos >>> Lachesis = desconfiada; Lycopodium clavatum = tem horror às pessoas (Sépia – Apostila);
• Memória >>> Lycopodium clavatum (Anacardium – Apostila);
• Guarda ódio das pessoas que a prejudicaram >>> Lachesis;
• Medo da morte, Sonha com parentes que morreram e já sonhou com sua própria morte >>> Lachesis = sonho de morte (Arsenicum album);
• Gosta de viajar >>> Mercurius solubilis = estudo de caso do paciente J.L.A. -guerrilheiro com o avô jornalista – aula 24 da apostila
• Personalidade fria >>> Lachesis;
• Ruídos a incomodam; prefere o silêncio >>> Lachesis = hipersensibilidade extrema; Lycopodium (BOERICKE) = pequenas coisas a aborrecem;
• TPM às avessas = alegria antes da menstruação >>> Lachesis (melhora durante a menstruação);
• 3 dias de menstruação >>> Lachesis = regras muito curtas
• Nervosismo à noite >>> Lycopodium ; Arsenicum álbum.

2. Classifique-as em mentais, gerais e particulares, conquanto se refiram a aspectos da mente (afeto, vontade, intelecto, memória), a condições gerais do organismo e a determinadas partes do mesmo.
• MENTAIS - Medo da morte, misantropia, nervosismo, indiferença muito grande, irritabilidade, personalidade fria, guarda ódio.
• GERAIS – Varizes, memória, desatenção, alegre antes da menstruação e nervosa à noite.
• PARTICULARES – chora dormindo, irrita-se com ruído.

3. Selecione, entre as características que você anotou, algumas poucas que sejam bastante específicas, capazes de distinguir essa pessoa de outras.
• Medo da morte
• Misantropia
• Aborto = alívio
• Melhora com a menstruação
• Nervosismo à noite.

Segunda nossas investigações, esta paciente seria LACHESIS, porém ao avaliá-la pelo QUESTIONÁRIO CONSTITUCIONAL DE ADULTOS DO INSTITUTO ROBERTO COSTA (grupo de perguntas 57 a 64), não chegaríamos a indicação de LACHESIS, pois:
• 57 – sou muito falador e muda de um assunto para outro = não sabemos;
• 58 – é ciumenta ou invejosa = não sabemos;
• 59 – desconfia dos motivos de outras pessoas = não sabemos – porém esta paciente afirma que “guardo ódio das pessoas que me prejudicaram” e “tem medo que essas pessoas possam voltar a me prejudicar”;
• 60 – pessoas me acham forte = não sabemos;
• 61 – não suporto o calor = não sabemos;
• 62 – eu me sinto mal ao acordar –tanto após curto ou longo sono = não sabemos;
• 63 - coro facilmente = não sabemos;
• 64 – odeio roupas apertadas no pescoço ou no peito = não sabemos.

MARCADORES / PALAVRAS-CHAVE: ANAMNESE HOMEOPÁTICA NO ADULTO, HOMEOPATIA EM GOTAS, HOMEOPATIA.

REFERÊNCIAS:
BOERICHE, William. Manual de Materia Medica Homeopatica.
BRUNINI, Carlos e SAMPAIO, Carlos. Materia Medica Homeopatica Homeopatica - IBEHE - volume II. São Paulo: Instituto Brasileiro de Estudos Homeopaticos e Mythos Engenharia de Mercado Ltda. - 2a. edição revisada e ampliada, 1992.
HOMEOPATIA EM GOTAS: http://homeopatia-em-gotas-ohana-rianelli.blogspot.com/
LYRIO, Carlos. Apostila de Capacitação em Homeopatia, Petropolis: Instituto Roberto Costa, 2008.

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Revisao de Materia Medica - LYCOPODIUM CLAVATUM

LYCOPODIUM CLAVATUM
Lycopodium clavatum. Pé de lobo, musgo terrestre.
Habitat: Europa, Ásia, América.
Doenças crônicas progressivas, profundas, com perturbações digestivas
e hepáticas. Litíase biliar e renal.


PERTURBAÇÃO urinária ou digestiva.
deficiência, onde as funções do fígado são seriamente perturbadas.
Destrunição.
Temperamentos suaves de constituição LINFÁTICA, com tendência catarral.
Nas afecções renais, areia vermelha na urina.
dores nas costas.
sensação de dor entre os ombros.
Falta de calor vital; tem circulação deficiente, extremidades frias.
doença do fígado.
dispepsia.
muita queda de cabelo.

MENTAIS: perda de confiança em si mesmo.
pequenas coisas o aborrecem.
apressado quando vai comer.
apreensivo.
memória fraca.
pensamentos confusos.
soletra ou escreve errado as palavras.
falhas no poder mental.
retorce a face e a boca.
dispepsia com gastralgia devido a farináceos e comida fermentável: repolho, feijão, etc.
aversão ao pão.
deseja coisas doces.
eructações azedas.
muita fraqueza de digestão.
BULIMIA.


Pele ulcerada. abecessos sob a pele, pioram com aplicações quentes,
das 16h às 20h, em quarto quente ou morno, com ar quente, na cama.
Com aplicações quentes, exceto na garganta e estômago que aliviam com bebidas quentes.
MELHORA COM MOVIMENTOS após a meia-noite, com alimentos e bebidas quentes, por sentir frio, por ser descoberto.
FEBRE. Calafrios entre 15 e 16h sucedido de suor. Friagem como gelo.
sente como se estivesse deitado sobre o gelo.
um calafrio é seguido por outro.

Acne.
Eczema crônico, ligado 'a desordens urinárias, gástricas e hepáticas.
sangra com facilidade.
a pele torna-se grossa e endurecida.
hidropsias.
secreções repugnantes.
transpiração viscosa e repugnante --principalmente nos pés e axila--.
PSORÍASE.

DOSE
ambas mais baixas e as mais altas potências têm dado excelentes resultados.
de 6a. a 200a. potência, ou mais alta, em doses não muito frequentes.

REFERÊNCIAS:
BOERICHE, William. Manual de Materia Medica Homeopatica. São Paulo: Produção Editorial, 1997.
BRUNINI, Carlos e SAMPAIO, Carlos. Materia Medica Homeopatica Homeopatica - IBEHE - volume II. São Paulo: Instituto Brasileiro de Estudos Homeopaticos e Mythos Engenharia de Mercado Ltda. - 2a. edição revisada e ampliada, 1992.
LYRIO, Carlos. Apostila de Capacitação em Homeopatia, Petropolis: Instituto Roberto Costa, 2008.
InterHomeopathie - Acesso em 20.11.08 'as 14h:
http://www.interhomeopathy.org/

Revisao de Materia Medica - LACHESIS

LACHESIS


LACHESIS TRIGONOCEPHALUS
sensação de constrição e sufocação na garganta.
palpitações.
Em geral, LACHESIS gosta de viajar.


LACHESIS sempre sai da ordem no mental e no físico: não suporta a ordem e a rotina.
É prudente, cautelosa e astuta.

MAS QUEM É LACHESIS?
COMO É ESTE PERSONAGEM?
COMO SE APRESENTA EM UMA CONSULTA?
QUAIS SEUS SINTOMAS?



SINTOMATOLOGIA:
Tem intolerância ao aperto e ao menor contato.
Não tolera roupa justa, especialmente no pescoço.
MELHORA quando afrouxa próximo ao pescoço na porção anterior, abdômen e tórax.

ondas de calor e suores.
predomínio da lateralidade esquerda, ou de esquerda para direita.
Piora depois da menstruação; melhora com o estabelecimento do fluxo -descarga-.

CIÚME.
convulções por ciúmes.
o ataque de ciúme de LACHESIS é impressionante, os olhos chegam a querer saltar, grita, briga e pode chegar a matar por ciúme.

palpitações 'as 11h e pressão précordial.



LACHESIS pode ser um indivíduo extremamente duro com sua família e gentil com com estranhos, a ponto de jamais fazer um carinho no cônjuge.

desejo de bebidas alcoólicas que lhe agravam os sintomas.
sensibilidade com coceira no couro cabeludo.
dor nos olhos, com a sensação como se estes fossem saltar e como se algo lhe apertasse a garganta.
bruxismo.
range dentes.
pigarro.
excesso de muco na garganta.
amigdalite esquerda.
tosse crônica.
edema de corda vocal.
asma que melhora despindo-se e com janela aberta.
com relação ao estômago o metabolismo tem sensibilidade acentuada na barriga,
não tolera cintos ou roupa apertada.

SINTOMAS MENTAIS:
LACHESIS é rancorosa, orgulhosa, desconfiada, crítica.
esta desconfiança intensa a afasta das pessoas.
melancolia.
tem delírio erótico e projeta para o mundo seus conteúdos exacerbados de agressão e sensualidade.
tem megalomania, chegando até a insânia loquaz, que agrava na menopausa.
supõe-se agredida pelo meio, agride reagindo com ciumes violentos.
reprovações, insultos, zombarias, sátiras ferinas.

SÌFILIS:
sensação de abandono pela manhã e, ao despertar,
sem Amigos, sem afeto e, por isso, com disposição suicida.

SICOSE:
loquacidade exagerada --fala muito e diz pouco--
muita atividade mental com incontida loquacidade.
seu discurso é rápido e em voz alta -prolixa-.
fala até dormindo...

FALTA DE CONFIANÇA EM SI MESMO.
Incapacidade para concentrar-se.
perde-se em lugares conhecidos.

DELIRIUM TREMENS.
dificuldade de apressar-se.
pressão e queimação no alto da cabeça.


VERTIGENS.
AMOROSO.

triste pela manhã, sem vontade de misturar-se ao mundo.

CIUMENTO.

o Trabalho, junto 'a doação de Amor, são dois elementos que o ser humano pode contar para aliviar sua ansiedade psórica básica.


o trabalho para LACHESIS é compulsivo, com pressa, rapídez,
talvez porque pela manhã ela esteja confusa,
ao anoitecer a memória é lúcida, ativa, cheia de idéias, com imaginação,
é impaciente, jamais cumpre sua tarefa ordenadamente.

Fala muito e muda de um tema para outro com muita facilidade.

PERMANENTE
está querendo saber tudo e, aquilo que aceitava como Verdade pela manhã,
mais tarde pode negá-lo e buscar NOVAS VERDADES que a satisfaçam!


TRAÇOS DA PERSONALIDADE
ambivalência contínua.
insegurança e desconfiança são traços da personalidade.


CORES em LACHESIS:
o azul e o preto; do outro lado, o vermelho.
deseja ter uma vida mais dinâmica,
querer e não poder, "ter e não fazer", "querer X não poder".
Ansiedade de "nunca estar preenchida".
é o medicamento dos Clarividentes.



Aula 25 Exercício de Fixação de Conceitos Básicos na indicação medicamentosa de LACHESIS

1. Qual a indicação do medicamento homeopático apresentado?

Fundamentação teórica:
• Sintomas físicos: sensação de constrição e sufocação na garganta, palpitações. Depressão. Ciúme. Vertigens. Cefaléia com náuseas. Dor aguda no ouvido esquerdo. Icterícia. Coriza aquosa, sempre precedida de dor de cabeça. Tosse seca, dilacerante, durante o sono. Abscessos, furúnculos, úlceras com dores intensas.

• Sintomas mentais: LACHESIS é rancorosa, orgulhosa, desconfiada, crítica.
esta desconfiança intensa a afasta das pessoas.
melancolia.
tem delírio erótico e projeta para o mundo seus conteúdos exacerbados de agressão e sensualidade.
tem megalomania, chegando até a insânia loquaz, que agrava na menopausa.
supõe-se agredida pelo meio, agride reagindo com ciumes violentos.
reprovações, insultos, zombarias, sátiras ferinas.


SÍFILIS: sensação de abandono pela manhã e, ao despertar, sem amigos, sem afeto e, por isso, com disposição suicida.

SICOSE: loquacidade exagerada --fala muito e diz pouco--
muita atividade mental com incontida loquacidade.
seu discurso é rápido e em voz alta -prolixa-; fala até dormindo.

Esses indicativos sugerem Lachesis de 8ª. A 200.
Não devem ser repetidas freqüentemente. Se for bem indicada, pode-se esperar que uma dose única esgote sua ação.
Por ser um veneno, não seria recomendado o uso de dinamizações mais altas, ao invés das propostas:CH5, CH7, CH9 sugeridas na Apostila do Instituto Roberto Costa.

REFERÊNCIAS:
BOERICHE, William. Manual de Materia Medica Homeopatica. São Paulo: Produção Editorial, 1999.
BRUNINI, Carlos e SAMPAIO, Carlos. Materia Medica Homeopatica Homeopatica - IBEHE - volume II. São Paulo: Instituto Brasileiro de Estudos Homeopaticos e Mythos Engenharia de Mercado Ltda. - 2a. edição revisada e ampliada, 1992.
LYRIO, Carlos. Apostila de Capacitação em Homeopatia, Petropolis: Instituto Roberto Costa, 2008.
InterHomeopathie - Acesso em 20.11.08 'as 14h:
http://www.interhomeopathy.org/index.php/journal/entry/lachesis_to_write_deliver_a_sermon/

Revisao de Materia Medica - MERCURIUS SOLUBILIS

MERCURIUS SOLUBILIS

conflitiva
cabeça debil e um fisico que não quer ficar um só minuto parado!
desde a infancia com desejo suicida
inquietude
dificuldade de aprender e mente desatenta, que não consegue fixar atenção;
entretanto não sao limítrofes.
atrevido e egocêntrico.
DEFICIT intelectual
apurados
apressados
medo piora ao entardecer.
CRIANCA HIPERATIVAS com letargia mental e agressividade.
dificuldade para dormir;
sono inquieto; ranger de dentes -bruxismo-
humor chorão, alternando com o riso e o caráter histérico desse medicamento.
dificuldade de relação com os demais colegas na escola -misantropia-
difícil relacionamento social.
Outro traço sifilítico forte desse medicamento é o fato de terem falta de vibração em situação que outras crianças muito apreciam: DESCONECTADO!
inquietude.
não consegue ficar parado, nem sentado e está como um louco ou como se houvesse cometido um grande crime.
ansiedade: sem descanso, sempre ansioso
sangramento 'a noite por aumento de pulsação dos vasos sangüíneos.
extrema inquietude toda 'a noite.
um desejo irresistível de viajar para longe.

ALLEN
ataque de terrível ansiedade.
grande excitabilidade;
responde lentamente 'as perguntas.
debilidade de intelecto e da memória.
perda de memória.
perda completa da memória.

HERING
memória débil.
temor de ficar só.
desejo de matar as pessoas que o contradizem.
grande desejo de assassinar ou suicidar-se, particularmentte durante o período menstrual, choro involuntário.
tem grande inquietude.
histeria.
desassossego geral pelo corpo; que não podia permanecer um momento na mesma postura.
desalento.
ansiedade extrema; não tem repouso em nenhum lugar, está constantemente ansioso.
um desejo incontrolável de viajar para longe.

VIJNOVSKY
Pessoas que lidam mt rapidamente com polaridades inversas, trocando de um ponto positivo para um ponto negativo, fazendo uma relação elação/depressão de uma forma muito rápida.
dando uma sensação de PARANORMALIDADE com seus pressentimentos, com premonições muito destrutivas, trazendo ideías como assassino, ou suicídio; remorsos, sentimento de culpa, fastio de vida.
"pede pela companhia de alguém, pois tem medo de ficar sozinho e ferir-se".

POLICRESTO.
DORES reumatoides por trás do esterno, em volta das articulações.
queda de cabelo
reupções na garganta.
obstrução nasal.
estomatite.
tensão no couro cabeludo como se estivesse usando uma faixa na cabeça.
suor oleoso na cabeça.
ceratite paranequimatosa.
pálpebras vermelhas.
dor de ouvidos com fisgadas.
furúnculos no canal auditivo.
ossos nasais e mucosa inchada.
coriza.
sangramento no nariz à noite.
refluxo, regurgitação com soluços.
pontadas com calafrios.
icterícia.
queimação na uretra.
cancro mole.
vesículas e úlceras.
leucorréias escoriantes.
fisgadas nos ovários.
descarga esverdeada da uretra.
urgência freqüente de urinar.
catarro com calafrio.
edema, inchaço hidrotópico nos pés e nas pernas.
crosta láctea.
pele quase constantemente úmida;
transpiração viscosa excessiva com cheiro.
transpiração amarelada.
erupções com vesículas.
úlceras de formato irregular.
acne em volta da erupção principal.
prurido.
calafrio serpenteado.
piora ao anoitecer com tempo úmido ou chuvoso.

REFERÊNCIAS:
BOERICHE, William. Manual de Materia Medica Homeopatica.São Paulo: Produção Editorial, 1997.
BRUNINI, Carlos e SAMPAIO, Carlos. Materia Medica Homeopatica Homeopatica - IBEHE - volume II. São Paulo: Instituto Brasileiro de Estudos Homeopaticos e Mythos Engenharia de Mercado Ltda. - 2a. edição revisada e ampliada, 1992.
LYRIO, Carlos. Apostila de Capacitação em Homeopatia, Petropolis: Instituto Roberto Costa, 2008.
InterHomeopathie - Acesso em 20.11.08 'as 14h:
http://www.interhomeopathy.org/

quarta-feira, 29 de outubro de 2008

Indicação Literária: A NEW EARTH AWAKENING to your Life's purpose

A dica literária traz inspiração para todos que desejam ajudar a construir um ambiente melhor na sociedade onde pertençam...

Campeão de vendas com mais de 5 milhões de cópias, best seller no Clube do Livro de Oprah, A NEW EARTH AWAKENING traz mais de 1,500 comentários de quem adquiriu o livro e o recomenda:
http://www.amazon.com/New-Earth-Awakening-Purpose-Selection/dp/0452289963

TOLLE, Eckhart. A NEW EARTH AWAKENING to your Life's purpose.


more =

About the Book : +5 million sold

Building on the astonishing success of The Power of Now, Eckhart Tolle presents readers with an honest look at the current state of humanity: He implores us to see and accept that this state, which is based on an erroneous identification with the egoic mind, is one of dangerous insanity. Tolle tells us there is good news, however. There is an alternative to this potentially dire situation. Humanity now, perhaps more than in any previous time, has an opportunity to create a new, saner, more loving world. This will involve a radical inner leap from the current egoic consciousness to an entirely new one.

In illuminating the nature of this shift in consciousness, Tolle describes in detail how our current ego-based state of consciousness operates. Then gently, and in very practical terms, he leads us into this new consciousness. We will come to experience who we truly are?which is something infinitely greater than anything we currently think we are?and learn to live and breathe freely.

"BECOME AN ALCHEMIST. TRANSMUTE BASE METAL INTO GOLD, SUFFERING INTO CONSCIOUSNESS, DISASTER INTO ENLIGHTENMENT."

http://eckharttolle.com/a_new_earth

"NAITRE, MOURIR, RENAITRE

ENCORE ET PROGRESSER

SANS CESSE TELLE EST

LA LOI"

"NASCER, MORRER, RENASCER

AINDA E PROGREDIR

CONTINUAMENTE ESTA

É A LEI"

segunda-feira, 27 de outubro de 2008

:: RELAÇÃO TERAPEUTA-PACIENTE E A HOMEOPATIA ::

:: Conceitos Básicos na RELAÇÃO TERAPEUTA-PACIENTE E A HOMEOPATIA ::

1. Quais as atitudes facilitadoras da relação terapeuta-paciente?
• Empatia; Respeito ou aceitação incondicional; Congruência; Confrontação; Concreticidade;
• Imediaticidade.

2. Quais são as interações problemáticas da relação terapeuta-
paciente?
Problemas da técnica; Problemas do tópico; Estilos de personalidade dos pacientes; Sentimentos difíceis e defesas; Somatizações.

3. Como lidar com as resistências, transferência e Contratransferência ?
• Resistência: O terapeuta deve tentar esclarecer o paciente quanto à maneira de atuar da homeopatia e as necessidades de conhecer o seu comportamento diante da doença.

• Transferência: o terapeuta deve ter equilíbrio emocional, estabilidade de caráter para uma relação terapeuta-paciente positiva, não devendo envolver-se emocionalmente com o paciente; para tanto é necessário um trabalho de auto-conhecimento e busca de equilíbrio pessoal para se tornar um observador isento de preconceitos e não se deixar envolver e/ou distorcer a comunicação e a relação com os pacientes.

• Contratransferência: Os sentimentos de amor e ódio expressados pelo paciente não devem suscitar no terapeuta atitudes reativas como se tivessem sido dirigidos à sua pessoa e sim, ao contexto da consulta.


4. Qual a importância da comunicação não verbal na homeopatia?
Tem grande valor, pois o terapeuta deve ter a capacidade de perceber as manifestações de atitudes e sentimentos latentes ou reprimidos que as posturas e os gestos poderão demonstrar facilitando a anamnese.

MARCADORES / PALAVRAS-CHAVE: RELAÇÃO TERAPEUTA-PACIENTE E A HOMEOPATIA, acqua nosódio, HOMEOPATIA.


REFERÊNCIAS:
BOERICHE, William. Manual de Materia Medica Homeopatica. São Paulo: Produção Editorial, 1997.
BRUNINI, Carlos e SAMPAIO, Carlos. Materia Medica Homeopatica Homeopatica - IBEHE - volume II. São Paulo: Instituto Brasileiro de Estudos Homeopaticos e Mythos Engenharia de Mercado Ltda. - 2a. edição revisada e ampliada, 1992.
HOMEOPATIA EM GOTAS: http://homeopatia-em-gotas-ohana-rianelli.blogspot.com/
LYRIO, Carlos. Apostila de Capacitação em Homeopatia, Petropolis: Instituto Roberto Costa, 2008.
GARDNER, Cindee - Acesso em 18.06.12 'as 21h:
FONTE: http://www.cindeegardner.com/articles/9545240131/healing-fibro-cystic-breasts
HOMEOPATIA EM GOTAS: http://homeopatia-em-gotas-ohana-rianelli.blogspot.com/

sábado, 25 de outubro de 2008

Mudras + Bharatanatyam: Class 1

Vc jah ouviu falar em MUDRAS?
Aproveite a aula em http://www.youtube.com/watch?v=wdiq9oxCXCA

terça-feira, 21 de outubro de 2008

Robots PARO fazem companhia aos pacientes em hospitais

Não é apenas na foto que os robôzinhos PARO parecem fofinhos... eles são mesmo uma gracinha e interagem com as pessoas a partir de um sensor de presença e calor corpóreo!

O maior "hit" do momento para acompanhar bebezinhos em U.T.I.s e doentes que estão em isolamento devido à alguma patologia de alto contágio: PARO fazem companhia e emitem grunhidos de alegria ao receber reciprocidade do "dono" acamado:
interessante, não?!?

Leia mais em:
http://paro.jp/english/about.html

segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Revisao de Materia Medica - Staphysagria

LATHOUD - Delphinum STAPHISAGRIA ou erva dos piolhos
cresce em lugares sombrios ao meio-dia na França, Itália e Europa meridional
cada semente contém um caroço que contém uma substância gordurosa de forte odor desagradável e que parece ser uma substância ativa
pele com lesões crostosas e secretantes
cólera reprimida
sensibilidade às críticas extremamente acentuada
REPERTÓRIO: engole enquanto ao falar, demonstrando simbólicamente como "engole" desaforos
tristeza suprimida
conteção e/ou supressão
pós-operatório
exemplo de quem foi cortada à traição

Indivíduos STAPHYSAGRIA contam com uma série de sintomas aparecem após um ato cirúrgico e que têm uma história de desequilíbrio não só orgânico como tb mental de fato, carregando dentro de si uma ferida aberta onde a indignação tem um peso marcante, dando-lhes às vezes...

"o que vem de baixo não me atinge"

KENT - não dorme à noite
perde a memória com sensação nos olhos
sensação de embotamento
crianças são caprichosas -fazem birras- exigem de seus pais sacrifícios econômicos

sensação de quem foi apunhalada pela vida
têm idéia persecutória
altaneira, orgulhosa, escrupulosa, obsessão sexual, por excesso de masturbação
excitabilidade com irritabilidade

sofrem por amor não correspondido
sofrem por serem tratados com grosseria
têm sentimentos contidos ou reprimidos
A máxima "o que vem de baixo não me atinge" não é verdadeira em STAPHYSAGRIA,
pois carregam em si uma ferida aberta onde a indignação tem peso marcante

HAHNEMANN
sério, silencioso, ocupado consigo mesmo
mau humor silencioso
inquietude
não encontra descanso em nenhum lugar
sua cabeça está confusa e seu espírito deprimido
sente grande cansaço e sonolência depois de comer
sente-se renovado e contente após uma caminhada

PSORA PRIMARIA: indignação
tem impressão de que foi insultado e não revidou

PSORA SECUNDÀRIA: tristeza reprimida
transtornos por indignação, desprazer

SICOSE: hipocondria, insônia, memória débil, injuriada - ofende-se

SÍFILIS: indiferença, prostação mental, cabeça confusa, espírito deprimido, enfadado, tedioso, sonho com assassinos

Indicações: 12CH, 30CH


REFERÊNCIAS:
BOERICHE, William. Manual de Materia Medica Homeopatica. São Paulo: Produção Editorial, 1997.
BRUNINI, Carlos e SAMPAIO, Carlos. Materia Medica Homeopatica Homeopatica - IBEHE - volume II. São Paulo: Instituto Brasileiro de Estudos Homeopaticos e Mythos Engenharia de Mercado Ltda. - 2a. edição revisada e ampliada, 1992.
LYRIO, Carlos. Apostila de Capacitação em Homeopatia, Petropolis: Instituto Roberto Costa, 2008.

domingo, 19 de outubro de 2008

Revisao de Materia Medica - Aurum metallicum

AURUM METALLICUM ou Ouro Metálico
Rex Metallorum dos Alquimistas: metal comum, em diferentes partes do mundo
LATHOUD – do ponto de vista terapêutico foi muito utilizado pelos árabes que o empregavam contra melancolia, palpitações e dispnéia

Hahnemann: descontentes, causados por seu destino – ou sorte – se põe abatido
Melancolia, pensa não estar apto para viver no mundo, por isso pensa em suicídio com prazer intenso
Inquietude, pressa, mau humor

BASE MIASMÁTICA: Metal precioso, o ouro se sente, quando isolado e puro, pronto para enriquecer a vida dos demais
A sensação mágica de trazer alegria por meio de sua riqueza confunde-se com a maldição de gerar desavenças e diferenças entre os homens
Segundo a doutrina Hindu o ouro é a
luz mineral
Para
Jung é a imagem da luz solar


O ouro na busca de sua realização só após ser descoberto como tesouro oculto, busca a iluminação suprema no tesouro dos bens espirituais


Na preparação Homeopática traz na sua energia sua destinação ontológica – sozinho- ao ser dinamizado, leva o indivíduo desalentado do”sentir-se inapto para o mundo” a percepção de que “a vida é mais que a carne e o corpo é mais que vestuário” restaurando a completa percepção dos amores universais do ser humano



MENTAL: melancólico, inquieto, impulsividade, apressado, crê que perdeu o carinho dos demais, ato equivocado, fuga na fantasia
Abandono, descontente, ilusão, tristeza, transtorno, tristeza

Hiperacuidade de todos os sentidos: olfato, paladar, audição e tacto
Sensibilidade extrema à dor e ao frio
Indicado para dores muito intensas, penentrantes, perfurantes, profundas, ósseas
no inverno e no frio

REPERTÓRIO: pode-se contar casos diversos de pacientes nestes dias de depressão comercial por todo o mundo, os quais levados ao desespero por meios diretos e ansiedades tentaram suicídio, mas que foram trazidos de volta à vida através de doses do Ouro Homeopático (TYLER)
O Homeopata deve observar o paciente o seu poema vivo -o seu sofrimento-, para só então, entender o seu similimum e empreendermos a busca do digno de curar


REFERÊNCIAS:
BOERICHE, William. Manual de Materia Medica Homeopatica. São Paulo: Produção Editorial, 1997.
BRUNINI, Carlos e SAMPAIO, Carlos. Materia Medica Homeopatica Homeopatica - IBEHE - volume II. São Paulo: Instituto Brasileiro de Estudos Homeopaticos e Mythos Engenharia de Mercado Ltda. - 2a. edição revisada e ampliada, 1992.
LYRIO, Carlos. Apostila de Capacitação em Homeopatia, Petropolis: Instituto Roberto Costa, 2008.

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Revisao de Materia Medica - Eupatorium perfoliatum

dores fortes e generalizadas
cefaléa pulsátil
dolorimentos
periodicidade acentuada
cefaléa em capacete de chumbo como se pressionasse todo o crânio -= acometimento do fígado
vertigem
mucosa dos brônquios
órgãos gastro-hepatica
vômito de bile
dores no globo ocular
cefaleia periódica
prisão de ventre com dores no fígado
rachadura nos cantos da boca com língua amarela
soluço

evita roupa apertada




REFERÊNCIAS:
BOERICHE, William. Manual de Materia Medica Homeopatica. São Paulo: Produção Editorial, 1997.
BRUNINI, Carlos e SAMPAIO, Carlos. Materia Medica Homeopatica Homeopatica - IBEHE - volume II. São Paulo: Instituto Brasileiro de Estudos Homeopaticos e Mythos Engenharia de Mercado Ltda. - 2a. edição revisada e ampliada, 1992.
LYRIO, Carlos. Apostila de Capacitação em Homeopatia, Petropolis: Instituto Roberto Costa, 2008.

Revisao de Materia Medica - SILICEA

criança e adulto - com esgotamento mental
idoso com funções intelectuais lentificadas por conta da esclerose
desencorajamento
irritabilidade por fraqueza
agitado
sobressalto por qualquer ruído
hiperestesia geral
reflexos exagerados
sono agitado
desperta com sobressaltos
sonambulismo
moral debilitada e também o sistema nervoso
grande estado de debilidade


REFERÊNCIAS:
BOERICHE, William. Manual de Materia Medica Homeopatica. São Paulo: Produção Editorial, 1997.
BRUNINI, Carlos e SAMPAIO, Carlos. Materia Medica Homeopatica Homeopatica - IBEHE - volume II. São Paulo: Instituto Brasileiro de Estudos Homeopaticos e Mythos Engenharia de Mercado Ltda. - 2a. edição revisada e ampliada, 1992.
LYRIO, Carlos. Apostila de Capacitação em Homeopatia, Petropolis: Instituto Roberto Costa, 2008.

Tour Virtual: Instituto Roberto Costa & Homeopatia


Instituto Roberto Costa atende através do Programa de Saúde da Familia (PSF) em Petrópolis com o Projeto Homeopatia para todos - sob coordenação do competente Dr. Lyrio:
http://www.robertocosta.org.br/



quarta-feira, 15 de outubro de 2008

Tour Virtual: SatGuru & Homeopatia

Tour Virtual a uma clínica especializada em Homeopatia e reflexologia em Singapura:

Revisao de Materia Medica - GRAPHITES

Tríade de Graphites:
Ferrum metallicum - anemia; Calcarea carbonica - inchaços e alterações na pele; Carbo vegetabilis - transtornos digestivos.

Timidez: por se sentir impuro na sua consistência - personalidade confusa - justifica o medo que tem de se posicionar.

Demais sintomas
secreção nasal pegajosa, crostas, narina inchada; todas as secreções são muito fortes.


HAHNEMANN:
chora com facilidade, tristeza, melancolia, chora ao ouvir música, perseguido por angústia.
Timidez; tende a cometer erros falando ou escrevendo.
Pela manhã, sente-se como se não tivesse dormido suficientemente.
Sonhos muito vívidos.
Memória ruim para fatos recentes.

Dinâmica miasmática: o repertório traz a sensação de angústia e pressa --como se fosse culpado de algum crime--, sentindo em sua psora como miserável e infeliz. Piora ao anoitecer que lhe traz uma angústia, como se houvesse acontecido alguma desgraça, ou mesmo uma extrema indecisão, que o torna incapaz de decidir algo. A menos valia que este medicamento tem, o faz perfeitamente compreensível. A palavra "quase" é uma palavra que define a sua chance de chegar à nobreza e à perfeição.


MARCADORES / PALAVRAS-CHAVE: GRAPHITES, HOMEOPATIA, HOMEOPATIA EM GOTAS

REFERÊNCIAS:
Materia Medica Homeopatica, Instituto Hahnemanniano do Estado do Rio de Janeiro

Internet Health Library http://www.internethealthlibrary.com/hom-library/graphites.htm


BOERICHE, William. Manual de Materia Medica Homeopatica. São Paulo: Produção Editorial, 1997.
BRUNINI, Carlos e SAMPAIO, Carlos. Materia Medica Homeopatica Homeopatica - IBEHE - volume II. São Paulo: Instituto Brasileiro de Estudos Homeopaticos e Mythos Engenharia de Mercado Ltda. - 2a. edição revisada e ampliada, 1992.
HOMEOPATIA EM GOTAS: http://homeopatia-em-gotas-ohana-rianelli.blogspot.com/
LYRIO, Carlos. Apostila de Capacitação em Homeopatia, Petropolis: Instituto Roberto Costa, 2008.

sexta-feira, 3 de outubro de 2008

Revisão de Conceitos Básicos em HOMEOPATIA

Construída a síndrome mínima de valor máximo para o paciente, procede-se à repertorização do caso, que conduz ao diagnóstico medicamentoso – o medicamento a ser prescrito, levando-se em consideração a hieraquização dos sintomas observados pelo Homeopata, da queixa do paciente e do aspecto mental, físio-patológico.

Com base no diagnóstico das entidades nosológicas, avalia- se o grau de acometimento da energia vital e formulam-se as observações prognósticas: como se espera que o paciente reaja ao tratamento?
O paciente deve se apresentar uma semana ou um mês após a consulta com o Homeopata, e narrar seu estado atual após a administração dos medicamentos prescritos, dinamização e horário de tomá-los. Ainda, se possível, deve atentar com a reeducação alimentar, higiene, vida frugal e a prática de exercícios físicos regularmente para atingir os mais altos fins de sua existência, conforme Hahnemann sugere.


· Como deve se apresentar na Consulta ?
O paciente deve se sentir bem mentalmente, melhor dos desequilíbrios orgânicos comprovando a restauração de sua energia vital.


MARCADORES / PALAVRAS-CHAVE: homeopatia, acqua nosódio, homeopatia em gotas.

REFERÊNCIAS:
BOERICHE, William. Manual de Materia Medica Homeopatica. São Paulo: Produção Editorial, 1997.
BRUNINI, Carlos e SAMPAIO, Carlos. Materia Medica Homeopatica Homeopatica - IBEHE - volume II. São Paulo: Instituto Brasileiro de Estudos Homeopaticos e Mythos Engenharia de Mercado Ltda. - 2a. edição revisada e ampliada, 1992.
HOMEOPATIA EM GOTAS: http://homeopatia-em-gotas-ohana-rianelli.blogspot.com/
LYRIO, Carlos. Apostila de Capacitação em Homeopatia, Petropolis: Instituto Roberto Costa, 2008.
GARDNER, Cindee - Acesso em 18.06.12 'as 21h:
FONTE: http://www.cindeegardner.com/articles/9545240131/healing-fibro-cystic-breasts

ESTUDO DE CASO: CALCAREA CARBONICA CH30



J.P.S., sexo masculino, 12 anos, estudante, natural do RJ. Menino de pele clara, bochechas vermelhas, gordinho, de musculatura flácida.




Hieraquização:
com base no Questionário de CRIANÇAS
Questões 65 a 72 de acordo com o repertório fornecido pela mãe do paciente:
CALCAREA CARBONICA.
· Sudorese na cabeça;
· Letidão física e mental;
· Gordinho quando bebê;
· Friorento e piora tudo com o frio;
· É ruim em jogos –foge das aulas de Educação Física-.

CLASSIFICAÇÃO DOS SINTOMAS SEGUNDO A HIERARQUIA DESTE ESTUDO DE CASO:

1. MENTAIS
– AFETIVIDADE - (TÍMIDO)
- INTELECTO – (LENTO: SÓ FALOU AOS 2 ANOS);
- MEMÓRIA – (FRACA; MONOFOCAL);
- VONTADE – ( COMER TALCO)
- ENTENDIMENTO – (FOGE DAS AULAS DE INGLÊS).

2. GERAIS
- DESEJOS (DOCES)
- AVERSÕES – CERTOS ASSUNTOS E FILMES DE HORROR
- SONO – PESADELOS
- SEXUALIDADE; MENSTRUAÇÃO; FEBRE x
- TRANSPIRAÇÃO - à noite;
- POSIÇÕES AO DORMIR: x

PARTICULARES:
CRIANÇA: SUDORESE NA CABEÇA.


2. Quais os diagnósticos que homeopata deve fazer?

Diagnóstico das entidades nosológicas, ou clínico que incluem os estados de desequilíbrios da energia vital:
- Funcional ;
- Lesional leve ;
- Lesional grave ;
- Incurável .

Diagnóstico Constitucional:Biótipo;
Temperamento;
Diátese.

Diagnóstico Do Medicamento Homeopático:através da totalidade sintomática realizar o diagnóstico homeopático do paciente, coincidindo com o diagnóstico do medicamento que deve ser prescrito.
Visando atender este Cliente, indica-se CALCAREA CARBONICA CH30.
05 Gotas 3 X ao dia:
8h - 14h - 20h.


3. Partindo do diagnóstico clínico como podemos classificar os pacientes?

A partir diagnóstico clínico seguindo um raciocínio anátomo-clínico, permitindo avaliar melhor o grau de acometimento em grau crescente da energia vital do paciente, destacando-se: funcional, lesional leve, lesional grave e incurável.


4. O que é necessário para o correto diagnóstico do medicamento homeopático?
a) É necessário que a anamnese se dê mais completa possível, de forma fidedigna, com o conjunto de sintomas do paciente;

b) Deve-se identificar no conjunto os sintomas mais relevantes , hierarquizando-os e sabendo determinar as diáteses que se escondem por detrás dos sintomas ou diagnósticos clínicos.

c) Deve-se observar no estudo da Matéria Médica, se o medicamento escolhido através da repertorização dos sintomas, realmente “ se parece” com o paciente.


MARCADORES / PALAVRAS-CHAVE: ESTUDO DE CASO, HOMEOPATIA EM GOTAS, HOMEOPATIA, ACQUA NOSÓDIO.

REFERÊNCIAS:
BOERICHE, William. Manual de Materia Medica Homeopatica. São Paulo: Produção Editorial, 1997.
BRUNINI, Carlos e SAMPAIO, Carlos. Materia Medica Homeopatica Homeopatica - IBEHE - volume II. São Paulo: Instituto Brasileiro de Estudos Homeopaticos e Mythos Engenharia de Mercado Ltda. - 2a. edição revisada e ampliada, 1992.
HOMEOPATIA EM GOTAS: http://homeopatia-em-gotas-ohana-rianelli.blogspot.com/
LYRIO, Carlos. Apostila de Capacitação em Homeopatia, Petropolis: Instituto Roberto Costa, 2008.
GARDNER, Cindee - Acesso em 18.06.12 'as 21h:
FONTE: http://www.cindeegardner.com/articles/9545240131/healing-fibro-cystic-breasts

Ação Social e Visita à FAMÍLIA SANTA CLARA em Vargem Grande

Alunos de Marketing Farmaceutico estiveram presentes na tarde do dia 26.09.08 na Obra Social FAMILIA SANTA CLARA em Vargem Grande.
As 65 crianças do Abrigo receberam brinquedos e realizaram uma atividade lúdica com os integrantes da Visita:
PARABENS A TODOS OS ENVOLVIDOS!!! Agradecemos, em especial, aos alunos: Sheila Paes, Sergio, Ingriti, Flávia Di Pietro e Adriana Madeira do campus Tom Jobim, Izabela Bertholini e Carla BAMBINI que fizeram a alegria das crianças com os brindes e presentes multicoloridos que entreteram os menores em situação de risco social com brincadeiras interativas resultando em muitos sorrisos!
http://www.familiasantaclara.org.br/

Att,
Profa. R. Rianelli


P.S.: Em breve mais postagens sobre Homeopatia e Ações Sociais aqui !